Por que ir ao psicólogo?

Muitas pessoas adiam a ida ao psicólogo porque acreditam que este não seja o melhor caminho para elas. Isso se deve à falta de informação, pois infelizmente ainda existe o pré-conceito de que psicólogo é alguém com quem você apenas irá bater um papo e isso poderia ser feito com qualquer pessoa: amigos, familiares…

O problema é que muitas pessoas só vão se convencer de que é necessário buscar apoio psicológico quando a situação já se agravou e chegam aos consultórios esperando soluções milagrosas. Assim, não é raro vermos quem ainda associe psicoterapia como solução para “desequilíbrio” ou “loucura”.

Busca de autoconhecimento

O autoconhecimento é o grande benefício para quem faz psicoterapia. O indivíduo é levado a conhecer aspectos de si mesmo que, muitas vezes, sequer faz ideia. Começa a compreender a razão de determinadas atitudes, de certos sentimentos e situações que ocorrem em sua vida. Quando uma pessoa se conhece a fundo, ela consegue lidar melhor com as suas emoções e com o seu comportamento, consequentemente lida melhor com muitos acontecimentos em sua vida.

Sentimentos constantes de tristeza, ansiedade, estresse, raiva, desânimo

O excesso de desânimo, de estresse, os momentos de raiva constantes e a ansiedade… tudo isso pode ser levado para o consultório psicológico e, por meio de um processo psicoterapêutico, ser desenvolvida a sua capacidade de melhor compreender e lidar com as emoções.

Situações difíceis

Muitas vezes, quando estamos passando por uma situação complicada, parece que não conseguimos enxergar sozinhos uma solução. Procurar um psicólogo pode ser de grande valia, já que, além de ser alguém que está totalmente “de fora” do seu cotidiano, é também um profissional que vai dialogar com você de forma isenta de julgamentos e preconceitos, alguém com uma bagagem de estudos e com experiência para te mostrar soluções que pode ser que você não veja por si só.

Sentimento de culpa ou dificuldade de lidar com o passado

O sentimento de culpa ou mesmo o fato de alguém viver ligado ao seu passado é uma verdadeira pedra que trava todas as chances de caminhar para frente. Quando uma pessoa não consegue se perdoar ou perdoar os outros, uma “ferida” emocional fica sempre aberta, pronta para sangrar a qualquer momento e trazer à tona tudo que já deveria ter sido resolvido e não foi. Iniciar psicoterapia então será muito importante para que essas questões passadas sejam melhor elaboradas, superadas e não mais impeçam que se viva de maneira satisfatória.

Separações, lutos, perdas ou mudanças

É comum que diante de situações de grandes mudanças ou perdas, demoremos algum tempo para “digerir” tudo e retomarmos nossas vidas. O período de adaptação ou até mesmo o luto são normais e devem ser vividos para que os acontecimentos sejam bem elaborados. Não há um prazo determinado para que uma perda ou separação seja superada, isso é muito pessoal e depende de vários fatores, mas um psicólogo pode auxiliar muito neste processo.

Dificuldades de relacionamento

Relacionar-se não é uma tarefa fácil e todos nós, sem exceção, passamos por conflitos nesta área da vida. Seja o relacionamento amoroso, com a família, com amigos, colegas de trabalho… para todos eles levamos aspectos de nossa história e de nossa personalidade e às vezes isso se choca com aquilo que o outro também carrega como bagagem. Não é preciso ter grandes dificuldades ou aguardar, por exemplo, que se esteja à beira de uma separação conjugal para buscar o apoio psicológico (o que acontece na maioria dos casos), pelo contrário, é possível que a busca pelo psicólogo seja uma forma de desenvolver cada vez mais as habilidades de relacionamento e investir nesse aspecto.

Manias, medos, comportamentos alterados

É possível que os seus medos em excesso, comportamentos que você não tem conseguido controlar ou “manias” queiram lhe dizer que algo não vai bem. Comer de forma compulsiva, não conseguir para de comprar coisas, sentir medo de sair de casa ou de se relacionar com pessoas, chorar o tempo todo… são alguns exemplos destes comportamentos que merecem atenção. É claro que, por si só, não são sinônimos de transtornos, mas podem indicar o desenvolvimento de alguma patologia e um psicólogo com certeza poderá lhe ajudar a identificar isso.

Curiosidade ou vontade

Isso mesmo, você pode ir ao psicólogo simplesmente porque tem curiosidade ou vontade de fazer psicoterapia! É possível que você se surpreenda muito com esse encontro e que o processo te ajude a se desenvolver em muitos aspectos.

Prevenção

Hoje quase todo mundo já se convenceu da importância de se fazer exames médicos periódicos, ter uma boa alimentação e praticar exercícios físicos regularmente. São atitudes básicas que nos ajudam a prevenir doenças e ter uma qualidade de vida melhor. Estamos ainda quebrando barreiras quando falamos de prevenção em saúde mental, mas já existe uma evolução. O fato é que a saúde emocional é tão importante quanto a física, afinal, estão ligadas! Existem muitas pesquisas na área da psicossomática que indicam a influência das emoções em nossa saúde como um todo, incluindo o desenvolvimento de doenças e o tratamento e prevenção das mesmas. Nossa preocupação com a longevidade e boa qualidade de vida deve envolver um cuidado também psicológico e, neste sentido, é muito importante buscarmos a orientação profissional.

Existem ainda outros motivos para que você procure um psicólogo clínico ou mesmo de outras especialidades, pois a Psicologia está presente em muitas outras áreas, como a Jurídica, Social, Esportiva, Hospitalar, Organizacional… cada profissional tem objetivos diferentes em cada uma dessas áreas. É importante que saibamos que a Psicologia se faz cada vez mais presente em nosso cotidiano e não somente na clínica. Quanto mais conhecermos acerca de seu papel na sociedade, melhor entenderemos sobre sua contribuição para a nossa vida particularmente.

Por: Ane Caroline Janiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s